Sobre Warcraft Logs

Sobre Warcraft Logs

Sem categoria 0

E aí, bora falar sobre Warcraft Logs?

(Este texto é destinado a pessoas que não conhecem os Logs, ok?)

Muitas vezes nosso RL ou GM diz: “olhem o log da luta”; a gente abre o link, vê aquele monte de tabelas e números… e pensa “e agora?”. Daí a gente olha aquela % cinza, fica se sentindo a últimas das criaturas, né? Bem, mas log não é (só) para ficar triste (ou super feliz, se encontrar uma corzinha laranja lá), dá para aprender rotação, ver as escolhas de talentos e equipamentos que outros jogadores tiveram

Vamos mostrar algumas das partes mais importantes para te ajudar! Caso você seja o RL/ GM e quer começar a fazer os logs do teu core, também mostraremos como no final deste artigo.

Parte 1 — Apresentação

Existem duas formas de você visualizar um log.

A primeira é o link que o teu RL/ GM vai passar ao final da raid. É um link como este: https://www.warcraftlogs.com/reports/r1Btxhbm3GYc8vWP, que, ao clicar, vai mostrar uma imagem mais ou menos assim:

É só você clicar no boss desejado e pronto, vamos analisar aquela luta minuciosamente. Caso o teu grupo tenha sido derrotado várias vezes no mesmo encontro, também é possível ver um resumo de todas as tentativas, escolhendo a opção All Wipes.

A segunda maneira de achar um log no qual você participa, é encontrando o teu personagem no site Warcraft Logs. Caso alguém que tenha jogado com você tenha salvado o log da luta, e colocado no modo “público”, este log aparecerá no resumo do teu personagem:

Veja que onde está marcado em vermelho, você pode escolher as opções entre Damage/ Healing (dano/ cura); qual Boss; qual Specs (Especialização); qual a dificuldade dos logs que você quer analisar.

Parte 2 – Análise Pessoal

Vejamos um log do Wrathion Mítico (prometo que se houver mudança no Shadowlands, vou atualizar esse post). Vamos observar primeiro o Damage Done (dano feito), Damage Taken (dano tomado) e Healing (cura).

1.1 Começando com os DPS, vejamos o Damage Done — a parte mais importante do log. Nele, a gente vê o percentual do DPS (dano por segundo) em relação a outros jogadores que também fizeram a luta e em relação os jogadores do mesmo nível de item que você. Vou usar aqui o log de Caaesh como exemplo. Vejam que no quadro abaixo, eu marquei as informações mais importantes:

No quadro do DPS, você pode ver o total do dano do grupo de raid (linha azul) em relação ao teu (cor da classe) ou dos demais jogadores. É preciso clicar no nome do teu personagem e de quem você quiser analisar. A sombra em azul é o momento da Distorção Temporal, Sede de Sangue ou outras habilidades similares. Observar isto pode te ajudar a escolher os momentos certos de usar o teu burst (quando você utiliza as habilidades que causam maior dano).

Logo abaixo do quadro, temos a lista na qual você pode obter as seguintes informações: Name — o nome do personagem; Parseo teu percentual de performance em relação a de outros jogadores (logs públicos das últimas duas semanas); Amount — a quantidade de dano total realizado; Ilvl — o nível de item no momento da luta; Ilvl % — a performance de acordo com teu nível de item; Active — o tempo de atividade e o DPS final.

Caaesh, por exemplo, ficou com 44% da performance entre todos os caçadores do domínio das feras. Para seu nível de item , ficou com 61% — é em cima deste que você deve trabalhar, afinal não há como fazer mais DPS que o teu equipamento possibilita.

Ao clicar no nome do teu personagem, uma outra tela parece. Nesta, você pode ver detalhadamente o dano de cada habilidade em separado e ver o que está causando mais dano. Perceba que há um gráfico no qual você pode habilitar ou desabilitar uma habilidade (onde está delineado de vermelho), para ver o impacto no dano. Na parte delineada em azul, temos as auras que, também habilitando ou não, você pode ver o quanto determinada aura influencia em teu DPS.

No quadro acima, temos essa ordem de habilidades, mostrando o que causa mais dano. Temos quantas vezes nós as utilizamos — Casts; quantas vezes acertou — Hits; sem falar na porcentagem de acerto crítico — Crit%. É aqui onde percebemos que nos está faltando “dedo” — não utilizamos aquela habilidade quantas vezes era necessária. Com essa informação, você já pode criar uma WeakAura para te lembrar de usar essa habilidade. É aqui também que vamos encontrar como, em relação ao dano, os nossos berloques, poções, encantamentos estão funcionando.

1.2 Mas DPS bom é DPS vivo, não é mesmo? É na parte de Damage Taken (dano recebido) que nosso RL encontra os primeiros motivos para reclamar de nossas mortes. Assim que você escolhe essa opção, aparecerá uma lista com o nome de todos os jogadores e um resumo dos danos que eles levaram (não vou postar aqui, porque né? Sou responsável em mostrar as minhas, e somente minhas, noobagens). Assim como na parte de dano feito, ao clicar em teu nome, aparecerá uma lista mais detalhadas das habilidades que você tomou dano. Tanto as evitáveis quanto aquelas que você tomaria de todo jeito.

Por que é importante entender isso? Bem, horas de picos de dano geralmente não são o momento de burstar, né? Você estará muito preocupado em se manter vivo. Além do mais, caso você esteja tomando muito dano de uma habilidade evitável, você pode criar WeakAuras específicas (ou habilitar som em seu BigWigs) para lidar melhor com aquela mecânica. Sem falar que, se for uma habilidade que você levaria dano de todo jeito, você pode pedir aos curadores que foquem em você naquele momento.

1.3 Da mesma forma que os DPS, os Curadores também podem ver seu HPS e a efetividade de sua cura. Pegarei aqui Alinie como exemplo. Esta parte também é uma parte importante para a raid líder, pois pode cruzar os dados do damage taken com o da cura para indicar quais os momentos de pico de dano e ordenar os Cd’s de cura.

No gráfico da imagem acima, a linha verde indica o total de cura e a linha branca a cura  realizada por Alinie (é branca por conta da classe; caso queira ver dos demais curadores, é preciso — como nos DPS — clicar no nome de cada curador). Da mesma forma como DPS, a lista mostra a performance em relação a outros sacerdotes sagrados, o nível do item e o HPS (cura por segundo). Notem que também há a opção do overheal (vamos chamar de cura desperdiçada), que pode ser causada por vários fatores. Caso seu overheal estiver alto e seu HPS baixo, talvez seja preciso rever o modo como a cura está sendo realizada.

Ao clicar no nome de sua personagem, Alinie verá de maneira detalhada o impacto de cada aura, cura, berloque e ver o que mais aumenta seu HPS. Além de que, passando o mouse em cima do nome das curas, você verá quem foi o alvo das curas (como está marcado em vermelho).

Parte 3 – Comparação

Existe uma maneira bem efetiva de analisar teu desempenho: clique no ícone Compare no canto superior direito da tela e encontre esta parte aqui no teu  log. Escolha o nome do teu personagem e clique em search. Veja que há umas configurações que você pode alterar, como a diferença no tempo da luta, a diferença de nível de item, como mostra a imagem abaixo:

Ao fazer isso, o Warcraft logs mostrará uma lista de jogadores de acordo com estas configurações escolhidas. No exemplo, usamos a que já vem estabelecida: diferença de 10 segundo nas lutas; diferença de até 2 jogadores; diferença em até 2 níveis de itens e nos últimos 28 dias. Esta lista mostrará o jogador/ reino; o nível de item; o DPS feito; a duração da luta; os talentos e os berloques usados; e uma porcentagem de quão parecida está tua rotação com o jogador analisado.

Nesta lista você vê um “resumão” que mostra nível de item, o total de DPS, os talentos e berloques que os outros jogadores estão usando. Entretanto você pode fazer uma análise mais aprofundada. Ao clicar no nome do jogador escolhido, será gerado uma comparação mais minuciosa entre você e ele. Fazendo a comparação entre Caaesh e Killshotx, por exemplo, podemos ver os atributos e talentos no summary. Nessa parte, também teremos gear (equipamento) e resumo de habilidades mais usadas e dano recebido. É aqui que você aprende os melhores Stats (atributos) e Talents (talentos) para sua especialização (claro que se deve observar vários jogadores, não apenas um).

Continuando, vamos agora ver o Damage Done. Da mesma forma que na análise pessoal, você pode olhar detalhadamente o peso de cada habilidade no dano, mas, desta vez, comparando a outro jogador. É nessa “ordem” das habilidades básicas da rotação que a gente pode entender o peso de cada uma na rotação e, analisando o número de vezes que foram usadas (casts) e a quantidade de dano (amount), como melhorar nossa performance. Ao olhar a comparação abaixo, vê-se que o número de casts de “Comando pra Matar” (Kill Command) que está deixando o dano bastante diferente.

Com essas informações, você pode entender no que pode melhorar em tua rotação e atributos.

Parte 4 – Mecânicas!

Há uma aba para a gente ver onde errou — basta clicar no ícone Mechanics, também no canto superior direito da tela. Dá para ver quem usou poções, pedra do bruxo e aquelas pessoas que tomaram danos “evitáveis”. É nesta parte que cada um vê precisamente qual habilidade tomou e poderia evitar, e é essa parte aqui que nossos curadores vão olhar e puxar nossa orelha depois!

Abaixo da parte marcada, Avoidable Damage (Dano evitável), haverá uma lista dos jogadores que mais erraram as mecânicas. A primeira parte, All Sources (todas as fontes), mostra o quanto cada jogador errou em todas as mecânicas. Ao lado, vê-se separadamente por habilidade do Boss.

Alguns desafios que possuem habilidades, que vão causar dano os quais você não pode evitar, também são mostradas em uma tabela. Nela, como no exemplo abaixo tirado no Maut, você pode ver quando ser devem ser usados as habilidades defensivas pessoais e dos curadores.

Parte 5 – Replay

Há também uma maneira de rever a luta por completo. Na opção Replay (ícone no canto superior direito da tela), a gente pode ver muito bem a questão de movimentação e observar o “todo” da luta. Você pode clicar no teu personagem (esses tokens em forma circular) e acompanhar a movimentação dele. É comum quando o raid líder explica a mecânica, a gente tenha dúvidas sobre o “espaço” da luta. Quando revermos, certas coisas ficam bem claras. Quando você faz a comparação, também pode ver onde pessoas que jogam com tua classe/especialização costumam se posicionar. Posicionamento certo aumenta o DPS e evita mortes.

Na imagem acima, nas partes vermelhas “censuradas” (como eu já falei, sou responsável apenas por minhas noobices), aparecem os nomes dos jogadores. Nessa tela, você pode acompanhar todo o decorrer da luta, observando cada habilidade que você e os demais utilizaram em determinado momento. Além das habilidades do boss. Fica a dica para os RL´s que estão emperrados em determinado momento da luta sem saber como sair dela!

Parte 6 — Como Fazer Logs

Caso você seja Raid Líder ou Guild Master e queira aprender como fazer logs, é bem fácil o processo.

Primeiro, lembre-se de ativar o log com o comando “/combatlog” no chat do World of Warcraft antes da raid (o addon Exsorsus tem uma opção que já faz isso, caso você o utilize). Depois siga os seguintes passos:

  • Vá no site do Warcraft Logs, cadastre-se e baixe o Uploader.
  • Depois que você entra no programa, escolha a opção “upload”, e você terá essa tela aqui:
  • Geralmente o enderenço que aparece é o que te leva à pasta onde o log foi salvo (a não ser que você tenha feito mudanças nas pastas).
  • Caso você seja o GM da guilda pode vincular o log à guilda. Outros jogadores podem fazer isso, caso tenha permissão do GM.
  • Você também pode escolher se seu logo seja Public (público), Private (privado) ou Unlisted (não listado).
  • Lembre-se de, depois que upar o log, deletá-lo (o programa mostrará essa opção).

Espero que tenham gostado! Sugestões ou dúvidas, podem entrar em contato com a gente! Lembrando que este texto é uma segunda versão do meu tutorial sobre Warcraft Logs; o primeiro fora publicado ainda no Legion, no site da Guilda Amazonas

Por Celeste (Sylvvia/ Caaesh)

Revisão Bê (Chopstix) e Blue (Yux).